O Confeiteiro

Minha foto
...”Sempre que acordo Com a intenção de não ser O de ontém Mudo E o paradoxo mais bonito È que continuo sendo o mesmo”...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Sóis Culpado

Andava quase cansado
Com coisas no bolso e passo apressado
E hoje vi uma flor

Há tanto não cantava
Com muito me preocupava
E hoje vi uma flor

Dentre tantas ruas, avenidas e calçadas
Não quis olhar a varanda da casa
E hoje vi uma flor

Com espanto e tentando não ligar
comecei a assoviar
E hoje vi uma flor

Com tanta sorte
Comecei a desconfiar para não contrariar
E hoje vi uma flor

Já era constante e se já tinha nome
dono não tinha
E hoje vi minha flor

Sendo minha secreto eu fazia
A espiava quando queria
E hoje vi uma flor.

4 comentários:

J disse...

E Hoje eu li um bom poema.

Katrina disse...

eu nunca vejo flores

Filippe. disse...

e entre as flores da vida....

Lili disse...

...direi que é inspirador...

...alma reprimida germinando...

Roda